segunda-feira, fevereiro 28, 2011

Apontamentos de uma terra sem uma gota de auto-estima

«O que é isto?» não é uma pergunta difícil; mas «Onde é?» já merece prémio. Quem arrisca?
.
Actualização (15h56m): a resposta certa é Praça dos Restauradores.

10 comentários:

Luis disse...

Será a linha de marcação numa estrada no Alentejo?

Anónimo disse...

No Cartaxo?

Carlos Medina Ribeiro disse...

A linha é de uma passadeira de peões, numa das principais praças lisboetas (bem no coração da cidade).

Qual?

Carlos Medina Ribeiro disse...

A resposta certa está em 'actualização'

Anónimo disse...

Ah, eu vi logo que tinha de ser num local recôndito onde só circulam 'cidadões' de segunda e nem sequer passam turistas...

Carlos Medina Ribeiro disse...

No 'Sorumbático' (onde também estão estas imagens), um leitor diz que isso talvez se deva à cedência do asfalto, nos dias quentes, devido à travagem das viaturas...

Claro que não, pois o trânsito, aqui, é da esquerda para a direita, e as travagens poderiam, quando muito, fazer efeito para o lado oposto.

E, já agora, que raio de asfalto seria esse (que não se vê em mais lado nenhum)?

Julio Amorim disse...

Mais uma empreitada das brigadas Neandertal certamente executada depois de um almoço bem regado com um "berdinho". Um forte candidato para a "Lisbon Laughing Tour"....

Carlos Medina Ribeiro disse...

Voltei hoje ao local. O outro risco, da mesma passadeira, está também assim. Mas, por mais que procurasse, não encontrei este fenómeno em mais nenhum lado.

De facto, "algo" sucedeu ali, de muito estranho... A única coisa que já não se estranha é a incúria, o deixa-andar.

Já agora: por onde anda a Oposição (nomeadamente Santana Lopes) que tem, nestas e noutras coisas, um maná de oportunidades? Ou está calado porque muitas delas são do seu tempo?

Anónimo disse...

Calado, estimado sr. CMR? Ele todos os dias está na TV, só que suponho que não fala de nada que respeite ao único cargo público para que foi eleito.

Digo suponho porque não me resta grande pachorra para seguir aquele cromo da nossa democracia, e das poucas vezes e dos poucos instantes que o ouvi não falou, de todo.

Carlos Medina Ribeiro disse...

Sim, ele tem uma coluna no SOL, outra na TV, fala de bola e de política, etc.
Mas sobre o cargo para que foi eleito pelos lisboetas... silêncio total.

Mas também o compreendo:

A maioria dos problemas que eu refiro (lixo, arrumadores, estacionamento selvagem, grafitos, passeios esventrados, passadeiras por pintar, ruas esburacadas, cacas de cão, etc) são os mesmos dos tempos dele...