sábado, fevereiro 17, 2018

Recomendo.
É um documentário, sobre a cidade mais bela do Universo (Istambul) e sobre um dos animais mais curiosos que nele vive (gatos).

ainda está em exibição, mas é possível adquiri-lo em DVD.
O espírito agradece.

sexta-feira, fevereiro 16, 2018

Vale o que vale, mas pelo menos algumas ideias ficam.
Houvera quem lhes desse algum conteúdo...
https://www.unescoportugal.mne.pt/images/cultura/recomendacao_sobre_a_paisagem_urbana_historica.pdf

quinta-feira, fevereiro 15, 2018

Léo Ferré - L'étranger (Charles Baudelaire)


As nuvens... e o vento...

quarta-feira, fevereiro 14, 2018

Os criminosos da CELTEJO continuam à solta e ainda por cima fazem pouco da justiça....
http://expresso.sapo.pt/sociedade/2018-02-13-Guerra-de-lama-no-Tejo
e o processo contra o Arlindo, por ter denunciado a sua actividade criminosa, continua... ou talvez não....

segunda-feira, fevereiro 12, 2018

Aprivisionei-me de livros, hoje, em Espanha.

E encomendei alguns ( desde o 2º roubo de que fui vítima pela Amazon , nunca recebi dois livros que paguei,.... nunca mais lhes encomendei nada!) entre os quais um de um amante de Lisboa, onde vários dos seus livros se ancoram!
https://elpais.com/cultura/2018/02/12/actualidad/1518462361_341807.html

E este um dos vários comprados, de um dos personagens mais notáveis da história da Humanidade, é uma recolha de textos e desenhos do mestre sobre água.
Vou na página 70  (de 260) mas não posso desde já de assinalar a leitura do corpo humano e a sua assimilação à Terra (antecipando a teoria do planeta, Gaia, vivo) pág. 43 e sobre a geotermia...nas seguintes.
Um livro que me acompanhará...
e ainda não fui ver, mas tendo-me deslocado a Roma para ver, há alguns anos, uma exposição sobre o mestre, só posso recomendar:

sexta-feira, fevereiro 09, 2018

Costumo dizer que o Quixote é o livro da minha vida, serve para tudo.
Agora uma das minhas editoras*, a do meu querido amigo Fernando Mão de Ferro editou este livrinho de excepção, em duas línguas.
Parece que já é difícil de encontrar, aqui o venho recomendar:
* claro que tenho que fazer a declaração de interesses. Além da qualidade desta editora e da simpatia do seu pessoal, e de terem editado  mais de 10 dos meus livros, vão agora editar mais um, lançamento para Março ou Abril.
#Viagens Imperfeitas#

quinta-feira, fevereiro 08, 2018

terça-feira, fevereiro 06, 2018

Estes dados são vergonhosos.
Temos que nos mobilizar para pôr cobro a esta calamidade.
  • "In Portugal, 5 to 23 % of 5,835 girls originating from FGM risk countries were likely to be at risk of FGM."
  • Relatório oficial!
  • FGM : Mutilação Genital Feminina 
  • de 290 a 1340 jovens estão em risco de ser ou foram mutiladas sexualmente em nome de uma lógica de domínio macho e de perversão dos sentidos sociais e humanos.
  • Temos que agir para pôr cobro a esta situação que não é cultural, nem social, mas uma simples vilânia!

segunda-feira, fevereiro 05, 2018

A geotermia, no Continente, de momento só tem aproveitamento energético do calor, S.Pedro do Sul, Chaves,  e outras termas onde as águas têm uma temperatura razoável, são ou podem vir a ser locais privilegiados para tal.
Mas também em moradias ou instalações sociais isoladas ou Universidades e hospitais dos centros urbanos ( como Lisboa) o calor pode ser usado para calor/frio*.
E poupa combustível e/ ou electricidade.
Vamos a isso, que com os novos e inovadores sistemas informáticos e as baterias o caminho para a sustentabilidade energética e a luta contra as alterações climáticas ganham.
a habitual colaboração da A,P.R.E.N. no blog e sendo que estamos em tempo de menor luminisidade e calor solar mas com o vento a soprar... 29% das habitações da cidade foram abastecidas pelas ventoinhas...
* e não esquecer... as nossas termas de Alfama!
http://quintaisisa.blogspot.pt/2016/11/alcacarias-de-alfama-de-aguas-termais.html

domingo, fevereiro 04, 2018

E se fosse tudo sopa?
Ou o fumo da mesma?
Muitas vezes explico que o universo é isso, mesmo!
Cuando sientas que a tu alrededor todo se viene abajo y ya no encuentres sentido a la vida, remonta el río de la memoria hasta la niñez y entra en aquella cocina donde humeaba la sopa de verduras, cardos, acelgas, zanahorias y espinacas, que la abuela cocinaba con tanto amor. Puede que este país esté hoy patas arriba, pero en medio de los escombros si te agarras muy firme a aquel cazo humeante, estarás a salvo. Aunque lo ignores, su lejano aroma transporta la sustancia que ha construido tu espíritu y es todavía una buena razón para seguir viviendo. La sopa a todos nos iguala, a príncipes y a lacayos, a señores y a criados, a ricos y a pobres. Mira, si no, a la familia real sentada durante el almuerzo alrededor de una minestrone. Toda la grandeza y abolengo de los blasones, la gloria y los desastres de la historia, el incierto azar de la Corona quedan reducidos a un lance de cocina de clase media. La sopa demasiado caliente le abrasa la lengua a la princesa de Asturias y la Reina le dice: “Pero sopla, Leonor, hija”. Pese a que la primera regla de urbanidad en la mesa prohíbe soplar el caldo, habría sido mucho peor si después del primer sorbo su majestad el Rey de España, como un simple mortal, hubiera exclamado: “Umm, esta sopa entona”. Cualquier analista político debería saber que la sustancia de esa sopa regia es el fundamento más consistente en que se sustenta la Corona. De hecho, no se puede comparar el Toisón de Oro con una buena minestrone, puesto que si un día la Monarquía desaparece ese collar no será nada, pero en la lengua abrasada de la princesa Leonor perdurará el sabor de la sopa. La política de este país se ha convertido en un oficio infame, las instituciones del Estado han caído en el desprestigio, la cultura es un gallinero. Al final, la columna de humo que sale de una sopa real es el pilar que sustenta a la patria.

De Manuel Vicent no El Pais de hoje.
O subsídio da vaca está a dar cabo dos Açores, e aliás é responsável por grande parte dos nossos males agrícolas.
Aqui as últimas vinhas da Graciosa, talvez porque o terreno não é propício ao dito...
na Terceira, a mesma coisa, mas em Angra regalei a vista pela arte urbana,,,

e pela tarde fui visitar um empreendimento notável, a Central Geotérmica do Pico Alto.
Embora com uma potência menor que a estimada inicialmente, mas com possibilidades que espero se concretizem de aumentar a mesma, tem 3MW e produz 10% e chega a 14% da electricidade da ilha
O sistema é ambientalmente sustentável, o impacto é reduzido e o benefício enorme. Ao redor de 20 pessoas, com técnicos, jovens e muito dinâmicos, em permanência aos comandos...
que monitoriza todos os dados...
o sistema é sofisticado e muito simples.
a água, muito quente é "impulsionada" para produzir vapor que movimenta as turbinas de produção.
Aqui o poço...
e aqui a análise dos diversos vectores em jogo e a produção de electricidade. Tudo relacionado.
Não podia concluir esta ida aos Açores de melhor forma. Voltarei, em breve...
Nota
É incompreensível o menosprezo com que Lisboa trata o seu enorme manancial termalístico e geotérmico. Já houve 2 hospitais militares que foram abastecidos por sistema (calor) geotérmico, e neste momento há algumas iniciativas particulares... mas o município ignora ...



sexta-feira, fevereiro 02, 2018

Mesmo longe o mundo continua...
https://www.change.org/p/unesco-el-estado-del-tajo-amenaza-la-declaraci%C3%B3n-de-la-unesco-a-toledo?recruiter=60221226&utm_source=share_petition&utm_medium=email&utm_campaign=share_email_responsive
e começo a leitura, já vou a meio, de um simpático livro, sobre, também, Lisboa.
O título é um abuso...

quinta-feira, fevereiro 01, 2018

Recordei hoje quando o vereador Fernandes me disse que Lisboa recolhia um barril de óleo usado por mês, quando o interpelei sobre a razão de não haver recolha desse em Lisboa.
Pois na Graciosa por todo o lado estão os 4 recipientes e nalguns locais também o oleão (que recolhe mais que Lisboa!):
visitei a central de triagem que me pareceu mal amanhada, e falei com o Presidente sobre a necessidade de fazer pedagogia e educação permanente.
Vai tudo para a Terceira, onde parece que a central de incineração tem falta de material... pois onde vai, irá a triagem...
este ternura é um dos burrinhos recém nascidos, na quinta dos burros da Graciosa!!!!


quarta-feira, janeiro 31, 2018


Hoje visitei em Guadalupe um simpático Museu, feito a partir de uma mercearia.
Uma zeladora, a Maria José, imparável...
e depois de captar dois burricos, um em trabalho e outro no descanso, os famosos burro da Graciosa...
e de uma agradável conversa, que será prosseguida com Franco Ceraolo, o cuidador da Quinta dos burros ( 16!)
visitei, sugestão do Presidente da Câmara, o reservatório de água da capital:
não lembra...
e ainda andei por zonas vulcânicas, conversei com pescadores e caminheiros, e subi a miradouros.
Falei também com um trabalhador rural, sobre a praga das vacas, que desenvolvo no outro blog!


terça-feira, janeiro 30, 2018

Hoje estive 45 mn com o Presidente da Câmara da Graciosa.
durante esses demos uma volta pela ilha, deu-me indicações úteis e falámos da organização política, o Conselho da Ilha que é uma estrutura que reputo notável para estimular a participaçção e integração do arquiipelago:https://dre.pt/home/-/dre/66970765/details/maximized?print_preview=print-preview
e falámos das potencialidades de um turismo sustentável.
aqui a boca do vulcão,
e aqui a caldeira.
E falámos na necessidade de diminuir, aqui e em todas as ilhas, a vaca...
e proteger, mais, o
vejam a ternura... claro já tinha comido as maças do meu lanche...
Desenvolver uma gastronomia de qualidade e de incidência local ( escassa, mto!) e dar vida a tradições, numa ilha onde a calma e o bom viver podem criar condições de sustentabilidade...




domingo, janeiro 28, 2018

Esta "Educação Cívica" de Mário-Henrique Leiria, não passaria hoje no crivo de bem-pensantes feministas... mas o seu âmbito é global.
Enviaram-me a propósito dos "critérios"editoriais ( aliás são os critérios editoriais) da maior parte da nossa comunicação social ( e televisão, nem falar...)

"
Faz-se de tudo
o abano da anca
o olho sorridente
o rebolado
perante o presidente
da república
faz-se o bailado
e a pirueta
para agradar
e arejar o presidente
do conselho
lubricamente
mostra-se o joelho
aos ministros todos
lança-se
simpatia a rodos
aos generais
e aos marechais
também aos furriéis
se for preciso
afinal
o que é preciso
é ter juízo

faz-se de tudo
sempre a abanar
a anca
"