sexta-feira, novembro 15, 2013

Vem aí o piso URBANO-DEPRESSIVO:


Já está na zona da Avenida de Roma, em breve estará em toda a cidade com excepção das zonas 'postalinho'. Geee, coisa mais triste e medonha. (foto: Pedro Wanzeller Rebordão, no grupo facebook da «Avenida de Roma»)

2 comentários:

Pedro Diniz disse...

Velo tanta asneira na cidade nesta foto, que até fiquei com dúvidas do que se estava a referir... lol

Anónimo disse...

O piso pode ser urbano depressivo para quem não tem mobilidade reduzida...
Mas o facto é que a calçada portuguesa bem aplicada será cada vez mais rara, por ser um sistema muito caro, quando bem feito.
Há pequenas cidades da Europa, nem falo de capitais de países, onde vemos dezenas de pessoas em cadeiras de rodas a passear. Porque podem andar em pisos decentes e contam com autocarros urbanos devidamente preparados.
O que acontece em todo Portugal neste domínio é inhumano. É impressionante como os políticos se esquecem deste problema e nos parece normal o estado vergonhoso dos nossos passeios.
Vivo em Cascais, concelho e freguesia. É difícil encontrar um município mais esburacado, descuidado e inimigo do salto alto, da cadeira de bebé e da de rodas. Aliás, penso que so temos 2 adultos em toda a vila a andar de cadeira de rodas. E sempre pela faixa de rodagem, pois a calçada portuguesa está, como convém, impraticável.
Temos que ser realistas e deixar as pedras para onde for possível garantir o seu perfeito estado de manutenção.
Também era importante eliminar o estacionamento "à antiga portuguesa"...
Cumprimentos
CF