sábado, setembro 12, 2009

Meditando um pouco

1 - Quem se lembra para que serviam estas estruturas metálicas?

2 - A resposta certa já foi dada, às 13h01m: as estruturas serviam para segurar umas redes gigantescas, que impediam que umas bolas de golfe fossem parar à rua - bolas essas que eram lançadas a partir de uns cubículos que se vêem no meio da imagem (em 2.º plano). Houve reclamações, não sei se a coisa chegou a tribunal, mas o certo é que houve ordem para tirar as redes - e ela foi cumprida.

3 - A outra questão que se põe é, então, a seguinte: porque é que as estruturas de suporte (que até valem um dinheirão, no sucateiro) continuam lá, como se nada se tivesse passado e, ainda por cima, a desfear aquilo?

NOTA: No comentário das 15h13m indiquei o que me parece ser a resposta certa. Terei razão?

10 comentários:

Anónimo disse...

Para deitar ao lixo o nosso dinheirinho?

Carlos Medina Ribeiro disse...

Além das 2 torres que se vêem, há outras, que não aparecem na foto.

Anónimo disse...

Aquilo parece-me ali às Amoreiras, uma coisa que esteve para ser um campo de golfe (suponho que, se chegou a funcionar, terá sido por muito pouco tempo), depois entrou num impasse e lembro-me de depois exixtir ali uma espécie de terreno baldio, uma vez que lá passei (o que aconteceu, se bem me lembro, ainda no tempo da Byblos).

As estruturas serviam para nelas se apoiar uma rede que evitava que o transeunte apanhasse com bolas de golfe no toutiço.

Se não é bem assim, a história que relato não andará longe da verdade.

perdão disse...

Perdão, EXISTIR

Carlos Medina Ribeiro disse...

OK, ver texto do post, que vai sendo actualizado.

Anónimo disse...

Bolas, essa é mais difícil.

As estruturas continuam lá, se calhar, porque são mais difíceis de furtar que os cabos de cobre ou aço que desaparecem num ápice, ou as tabuletas (acho que não é esse o nome técnico) das estradas, cujo material também é muito procurado.

OK, a resposta certa a 100% não será esta...

Carlos Medina Ribeiro disse...

Bem... Segue-se a resposta que julgo ser certa. Apelo aos leitores que a comentem:

As redes tiraram-se num instante, e devem estar guardadas em qualquer lado.

Enquanto as torres ficaram (são várias e estão assim desde tempos imemoriais), pois quem lá as pôs sabe que «Mudam-se os tempos / mudam-se as vontades» - pelo que, a qualquer altura (com outra vereação) a ordem pode ser revertida.

Joana Luz disse...

Pode ser uma explicação sim para tamanhos mamarrachos continuarem "plantados".... Podiam era alugar o espaço para pendurar paineis publicitários.... ou será que a câmara também não ia na conversa?! Daqui a nada está ai o Natal sempre lhes podem pôr umas luzinhas ;)

Anónimo disse...

Sim, umas luzinhas da tmn ficavam ali à maneira, embora não tão bem como no Marquês de Pombal ou no Terreiro do Paço...

Vasco Anjos disse...

Acho interessante que se entenda que "está um mamarracho " ao lado das Amoreiras.....

Alguém se lembra de como era o Bairro antes do CCA ?

Vou dar duas opções para responderem :

1 - Sim lembro-me e acho que os moradores ficaram muito contentes.
2 - Não me lembro e acho que encaixa que nem uma luva no complexo urbanistico do bairro.

Deixem lá as "bolinhas de golfe" e olhem para a floresta,