domingo, março 01, 2009

Santana e a obra (2)



























Era uma vez um menino guerreiro que resolveu brincar às casinhas no Restaurante Panorâmico de Monsanto, e meter os serviços da CML de Alcântara no respectivo espaço. Resultado: paredes mandadas abaixo, buracos por todo o lado, escadaria e decorações estropiadas, etc. Pouco depois o menino cansou-se e foi brincar para outro lado com outros meninos. O resultado está à vista, inviabilizando muitas das possibilidades de reutilização do imóvel em apreço.

10 comentários:

Julio Amorim disse...

Iniciar processos destes.....e ir buscar o sr. gehry ????
Este tipo não tem mesmo vergonha nenhuma na cara....

Carlos Moura Carvalho disse...

Depois de mais de 10 anos de abandono, depois de diversos actos de vandalismo, depois de nada ter sido feito, depois de ter sido ocupado por uma empresa de eventos que realizou obras irreversíveis, depois da incúria de muitos, de repente, há um culpado.
É um pouco forçado, não?
Todos temos direito à opinião, de querermos ter graça com assuntos sérios, mas por uma questão de decência e respeito intelectual, o rigor, a isenção e a verdade na divulgação pública da mesma, sobretudo num ano em que se vão realizar eleições, é uma obrigação. A credibilidade de quem não o faz, fica reduzida a um nível que não merece mais nenhum comentário.

Anónimo disse...

quem foi que fez mais por Lisboa?
quem foi que fez mais?
por favor, gostava que me respondesse...sem demagogia. Vivo em Lisboa, votei Soares, Carmona e Costa. Graças a Deus que vou ter a possibilidade de votar no Santana.

Paulo Ferrero disse...

Os buracos, as paredes deitadas abaixo, o estropiamento do edifício são obra da responsabilidade de PSL. Se não sabe, fica a saber, C.Moura Carvalho.

Ao anónimo, só lhe digo que tem sabido votar.

António Prôa disse...

Caro Paulo Ferrero,

Francamente parece-me um pouco forçado culpar Pedro Santana Lopes pelo estado do Panorâmico. Esteve abandonado muitos anos. Sujeito a ocupações estranhas e a todo o tipo de vandalismo.

De facto foram iniciadas obras que nunca ficaram concluídas, mas tinham um objectivo (discutível, como quase tudo) mas há-de conceder que o objectivo de Santana Lopes não foi destruír o edifício como se pode inferir do seu comentário.

Conhece as minhas intenções para aquele espaço e o projecto que não tive a oportunidade de concretizar. Na medida do que puder influenciar, não serão os bombeiros a ocupar o Panorâmico de Monsanto como quer António Costa...

Anónimo disse...

Os objectivos (bons ou maus)são....história!
Os resultados (à vista)....são presente.

JA

Carlos Moura Carvalho disse...

Sei, sei… A sua afirmação está muito longe da realidade, caro Paulo Ferrero. Houve, na realidade, obras realizadas na altura do mandato de Pedro Santana Lopes, que não foram concluídas e que modificaram o local, mas o estado que as fotografias demonstram deve-se em muito a anos de abandono. Fazer afirmações e, até, acusações, tiradas do contexto é ligeiro e precipitado. Sobretudo, no tom em que forma feitas. Se verificar o levantamento e as fotografias que foram tiradas no local depois da ocupação da empresa de eventos e de anos de vandalismos, verificará que tenho razão. Nem tudo o que parece, é. E isenção e rigor devem imperar.
Quanto à ocupação futura, também nunca instalaria bombeiros, nem protecção civil, no local. Eu faria um local que atraísse pessoas. Por exemplo, uma extensão do Museu do Chiado, que há anos discute o alargamento que precisa. E há verbas no Ministério da Cultura para isso...

Anónimo disse...

Vem do tempo do sampaio. passou o soares, o santana, o carmona e o costa. e o que voce diz é que a culpa é do santana, essa tá boa!
Eu confesso que nunca gostei muito do homem só que já tou farto destes poderes instalados dos socialistas que vivem à custa do nosso dinheiro e trabalho e não fazem nada! Venha de lá esse Santana que foi mau PM mas como Presidente da CML não houve outro igual!
Já não posso ouvir esta gente a malhar no homem, até refilam com o túnel do marquês! O tempo tem passado e a verdade é que tem dado razão a esse homem!
FORA O ZÉ. FORA O COSTA. CHUPÕES!

MV

Anónimo disse...

Desculpe lá Sr. Carvalho mas o que vejo nas fotografias tem pouco a ver com vandalismo (esse a que se refere) e abandono....mas sim a obras iniciadas....e não concluídas.

JA

Paulo Ferrero disse...

Caro António, tiro-lhe o chapéu! Defender o indefensável é obra!
Abraço
Paulo