segunda-feira, abril 27, 2009


Quando os cidadãos 'postam' a cidade
por
RUI PEDRO ANTUNES (DN)

Da simples denúncia de problemas à proposta de solução, na blogosfera multiplicam-se os espaços em que Lisboa é tema. O DN foi conhecer as motivações por detrás de alguns destes projectos.
Terminam em blogspot.com mas, tendo em conta os temas sobre os quais incidem, o domínio podia ser outro: blogspot.lx. O domínio "lx" não existe, mas tal não impede vários blogues de terem como tema a cidade de Lisboa e afirmarem-se cada vez mais como espaços de debate, denúncia e informação.
"Um blogue que se destina a aplaudir, apupar, acusar, propor e dissertar sobre tudo quanto se passe de bom e de mau na capital". Esta é a premissa do Cidadania LX, um dos blogues do género mais visitados. Não descartando estes "sugestivos" verbos, o administrador Paulo Ferrero acrescenta que o Cidadania é um espaço de "defesa de causas, do património, do ambiente, de melhor mobilidade, de luta por mais oferta cultural e de denúncias de corrupção".
Apesar de hoje ser um motivo de orgulho, Paulo Ferrero não guarda as melhores recordações da origem do blogue. Isto porque "o espaço surgiu para travar o processo de demolição da casa onde viveu Almeida Garrett", em Campo de Ourique mas tal não aconteceu. A primeira causa foi perdida mas ao longo destes cinco anos "várias situações foram corrigidas graças ao blogue", conta.
O Lisboa SOS, o Carmo e a Trindade e a Sétima Colina são alguns dos muitos espaços não políticos que se dedicam à cidade. Muitas vezes são autênticos órgãos de informação que se antecipam à comunicação social. Paulo Ferrero também escreve n'O Carmo e a Trindade e explica que "há notícias que aparecem nos jornais que somos nós que denunciamos dias antes".
António Almeida, autor do Sétima Colina e de mais quatro blogues temáticos sobre a capital, confirma. Foi na "sétima colina" de Lisboa que António, profissional na área das telecomunicações, sempre viveu e, por isso, decidiu adoptar o nome para o blogue pessoal, onde escreve sobre "coisas, locais e cheiros da cidade". Acredita que postar no blogue é um acto de "cidadania" e confessa que para desempenhar essa tarefa goza de um importante privilégio. "Uma presidente de junta que é minha amiga facultou-me uma credencial para aceder a locais e eventos", esclarece.
E se Ferrero gosta de olhar para o Cidadania como um blogue de "denúcia", já António Almeida acredita que "a denúncia só pela denúncia não em interessa. Não se deve perder tempo com isso, é preferível apontar caminhos para as soluções."
Todos os bloguistas que o DN contactou indicaram como blogue "bem conseguido" e "engraçado" o Lisboa S.O.S.. Este espaço é da responsabilidade de seis autores anónimos que vão denunciando, numa sequência de fotografias, situações de degradação na área urbana da capital. O blogue é inspirado no site inglês Fix My Street, onde qualquer pessoa pode indicar o que está degradado na rua onde vive. O conceito foi adoptado pelo Lisboa S.O.S. que pretende alertar para situações deploráveis que, devido ao hábito, já ninguém repara.
Sejam culturais, de consciência ambiental ou políticos, os blogues sobre a cidade de Lisboa são cada vez mais. Seria impossível referir todos, porque ao contrário do que se passa nos blogues, o espaço aqui não é infinito.

2 comentários:

expressodalinha disse...

Bom blogue. Acabei de divulgar no meu. Cumprimentos.

Anónimo disse...

Acredito que, tirando um ou outro caso em que os autores tiveram êxito, a denúncia de tantas e tantas mazelas da nossa capital redundará maioritariamente numa desilusão.

Mas isto digo eu, que já em pouco acredito, no que diz respeito a Lisboa se tornar um espaço amigo do cidadão (digamos assim).

A D. Conceição Lino é que bem podia contratar como consultor (a título gratuito, obviamente, suponho que ele o aceitaria com gosto) o sr. Medina Ribeiro...

Pronto, foi só uma ideia.