quarta-feira, outubro 14, 2009

O que foi que ele disse?

Av. dos EUA, junto ao Centro de Tratamentos existente no N.º 57
14 Out 09
.
ESTA FOTO, tirada hoje mesmo, mostra uma cena revoltante mas habitual (e já aqui referida por várias vezes): uma ambulância chega, encontra ocupado o lugar que lhe estava reservado, e tem de parar na faixa de rodagem.

Ora, quando eu estava a fotografar a cena, um dos tripulantes dirigiu-se a mim (como se documenta), e interpelou-me. Alguém imagina em que termos o fez?

NOTA: haverá um prémio (um exemplar de Cidade Escaldante, de Chester Himes) para quem se aproximar mais da resposta certa.

Actualização (11h01m): o passatempo terminou. Ver o comentário das 11h00m.

21 comentários:

Anónimo disse...

... alto aí seu fotografo d'aviário, eu também quero ficar na foto, ao lado da ambulância e com estes carros todos por perto!!

Carlos Medina Ribeiro disse...

'Dica':

O que o senhor disse relacionava-se com a ocupação indevida do local (que, ali, está destinado às ambulâncias).

T.Mike disse...

"-Caro Senhor, por simpatia, podia fazer o obséquio de me informar para que orgão da Comunicação Social o seu labor é dirigido ?...

Carlos Medina Ribeiro disse...

T. Mike,

Morno, morno...

Eduardo Franco disse...

Se fizesse uma entrevista do que se passa aqui é que era bem feito!

Carlos Medina Ribeiro disse...

Eduardo Franco,

Quente, quente...

--

NOTA: Logo, por volta das 18h, deixo aqui a resposta certa, e ver-se-á quem andou mais próximo dela.

Anónimo disse...

O senhor é do Nós Por Cá?

dana_treller disse...

"Isto é uma vergonha! É um escândalo! Chamem a TVI!!!"

Carlos Medina Ribeiro disse...

Está cada vez mais quente!

Essencialmente, começou por dizer, de facto, algo como:

«Isto é uma vergonha! É um escândalo!»

Mas, em seguida, não disse nada do género «Chamem a TVI!!!», o «Nós por cá» - ou qualquer outro órgão de C. Social. Aliás, antes pelo contrário...

Porquê?

Noemia Maria disse...

Isto é uma vergonha! É um escândalo! Os Orgãos sociais e que deviam filmar isto!

Anónimo disse...

Isto é uma vergonha! É um escândalo! Dá-me aí uma ajudinha e mandamos estes carros todos pela ribanceira abaixo?

Carlos Medina Ribeiro disse...

Noémia,

As 2 primeiras frases estão certas.
A 3ª, não.

Faço a pergunta de outra forma (antes de ir ao café...):

A acompanhar o seu desabafo, ele disse-me que não perdesse tempo a fotografar a cena. Porquê?

Anónimo disse...

Isto é uma vergonha (etc), mas o sr. não se rale que eu até já comuniquei o caso ao António Costa e ele não ligou nenhuma.

Noemia Maria disse...

Porque mesmo chegando aos órgãos sociais, nunca são resolvidas!

nunormg disse...

Porque não vale a pena. É sempre assim, sempre foi assim, nem a polícia, nem a Emel se ralam, não é agora que vai mudar!

Carlos Medina Ribeiro disse...

Não vale a pena continuarem, pois a resposta certa já foi dada.

Estou a preparar as "considerações finais".
Até já.

Carlos Medina Ribeiro disse...

SOLUÇÃO:

O senhor começou por me vir dizer que eu não era a primeira pessoa a fotografar aquela vergonha.

Depois de referir que aquele não é caso único na cidade, disse-me que já tinham feito todas as reclamações possíveis e imaginárias - sem qualquer resultado, pelo que me "aconselhava" a não perder tempo.

Assim sendo, julgo que Dana_Treller, Noémia e Nunormg são que mais merece o prémio (pode dizer-se que a resposta foi "colectiva"...) , pelo que têm agora 24h para escreverem para premiosdepassatempos@iol.pt indicando morada para envio do livro.

Adianto, já agora, algumas curiosidades:

Dos 6 parquímetros da EMEL que por ali havia, nenhum funcionava. Foram todos retirados.
PSP, PM e EMEL, nunca por ali se vêem.
No Google Street View, a imagem do local mostra (se, entretanto, não foi retirada - o que pode suceder, a pedido...) uma cena igual a esta.

Proced disse...

Falta aqui aquele esclarecido comentador que diz que reclamar num site qualquer, cujo nome não fixei (nem me interessa) é que dá um resultadão.

Carlos Medina Ribeiro disse...

Proced,


Tenho uma grande colecção de documentos que provam que, de facto, é mais útil protestar em blogues (desde que tenham muitos leitores) do que junto dos responsáveis pelas situações.

Muitos dos posts que tenho colocado foram "repescados" por jornais e até pela TV.

Concretamente, o «Nós por cá» passou uns 5, desde os pavimentos destruídos do Campo Pequeno, até aos carros estacionados em cima do passeio à porta do Ministério de Bagão Félix).
Todos tiveram solução IMEDIATA, pois há uma situação de "pelourinho" que leva os responsáveis a terem vergonha (quando expostos) - e fazerem aquilo que se espera que façam.

O caso mais recente está documentado no post anterior, com o carro bloqueado junto ao Santander-Totta da Av. de Roma:

Havia prémios para quem visse a EMEL, a PM ou a PSP a fazerem aquilo para que são pagos...

Proced disse...

É claro que sim, sr. CMR.

Das experiências de reclamações que tenho (tive, já me deixei disso), o (mau) hábito é caírem em saco roto. Ou mandarem o reclamante de serviço em serviço, ou deixarem-no tempos infinitos a ouvir música ao telefone.

Carlos Medina Ribeiro disse...

Fartei-me de fazer reclamações po escrito.

As dos CTT nem eram lidas, pois a resposta era sempre a mesma, do género:

«Agradecemos a sua reclamação, que vai permitir melhorar os nossos serviços»

-

Quando muito, nas lojas, vale a pena pedir "o livro".
Aí, sim, obtêm-se bons resultados!