terça-feira, agosto 26, 2008

No reino do absurdo - XVI

R. Frei Amador Arrais, às 8h10m de hoje.
Os ecopontos não estavam cheios - longe disso.

6 comentários:

Anónimo disse...

Como já comentei salvo erro neste blog, a única coisa em que o actual executivo municipal parece empenhado é em demonstrar que os anteriores não eram assim tão maus.

Anónimo disse...

(refiro-me à generalidade do que tem aqui sido publicado sob o título "O Reino do Absurdo": no caso deste post, a culpa parece caber antes de mais à falta de civismo).

Carlos Medina Ribeiro disse...

Sim, tem razão.
Ontem à tarde o chão estava limpo, e esta manhã estava assim.

-

Tenho inúmeras fotos de ecopontos, divididas em 2 grupos:

Aquelas em que eles estão cheios (e as pessoas têm alguma desculpa para colocar o lixo ao lado), e os outros (como no caso destes) em que ísso não sucede.

Anónimo disse...

Aliás "as pessoas" actuam por norma, com extraordinária falta de civismo. Desmanchar uma caixa de cartão, para que caiba no ecoponto, é coisa que lhes dá tremendíssimo trabalho. E essa é apenas uma das mais comuns práticas.

Outras, deixam amorosamente junto ao ecoponto, o esquentador velho, a mesa desconjuntada, o que for.

Afinal, os chamados "edis" são apenas a imagem de "quem os lá pôs". Os edis e os outros...

Costa

pereira disse...

CMR,

Em primeiro lugar, dar-lhe os parabéns.
Tenho-o lido em vários fóruns, e devo dizer-lhe que o seu tipo de intervenção representa, para mim, o que de melhor há na chamada intervenção anónima, descomprometida e desinteressada da sociedade civil.
Com a simpática "agravante" de, a zona em que vive e que mais refere, também ser a minha.
Já agora fica aqui mais um "pormenor" que me intriga, e que vem a propósito de outro post seu, referente ao tratamento dos espaços verdes - é que, durante o ano inteiro, no meu bairro (S.Miguel), há um n.º enorme de jardineiros (não sei se de Alcobaça!?) - excessivo para o trabalho feito. O que se passa é que, no mês de Agosto, desapareceram todos. Fazendo com que os parques se comecem a parecer selvas; e que, juntando com a falta de urbanidade das pessoas, também se assemelhem a lixeiras.
Esses jardineiros pertencem a uma empresa privada contratada!
Pergunto - será que a Câmara está a poupar 1/12 no orçamento, e fá-lo no mês em que menos munícipes darão por isso? Provavelmente, no dia 31 de Agosto, passará por lá um batalhão de Alcobaça para limpar tudo!

Carlos Medina Ribeiro disse...

Caro Pereira,

Muito grato pelas simpáticas palavras!

Eu tenho MUITO mais fotos para afixar, mas este blogue é de muitas outras pessoas, e não quero monopolizá-lo...