domingo, novembro 23, 2008

XAU, ZÉ!

Uma das personalidades políticas mais negativas, esquivas e dispensáveis da política lisboeta caiu em desgraça no Bloco. Xau Zé! É melhor ir preparando a lapela para a rosa. Quanto ao cartaz, apenas um comentário: é mentira. Pergunto: o que têm a dizer as pessoas que foram subscrevendo a frase enganosa nos outdoors?...

(Foto)

(publicado no Tomarpartido)

9 comentários:

Anónimo disse...

Muitos politicos se devem ter governado com os negocios que fizeram ao longo dos anos com a Braga Parques, e sabe-se lá com que outras empresas, o exemplo do BPN, é outro bom exemplo, da maneira de estar na politica de certos figurões.

José Sá Fernandes TEVE A CORAGEM de denunciar isto,a partir daí foi um alvo a abater.

Infelizmente certos militantes do BE não entenderam isso, e acabam por fazer o jogo dos corruptos, ao tomarem posições como as que têm vindo a ser publicadas na imprensa.

Sá Fernandes por muitos erros que tenha cometido, sempre esteve ao serviço da sua cidade Lisboa,

E ao contrario de certos senhores que por aqui escrevinham , ninguem o pode acusar de ter recebido LUVAS, nem ter feito negocios escusos.

Outros podessem dizer o mesmo....

Petinga disse...

Já agora é "pudessem" e não podessem... que atropelo ao Português...

precisam-se figuras sérias e não figuras polémicas e contraditórias.

Anónimo disse...

Mas afinal, quem é este senhor? Um dos muitos oportunistas que proliferam no nosso País desde o 15de Abril. Só mais um. Que se notabilizou enquanto não tinha um "tacho", e agora que já o tem se calou - já faz parte da Cooperativa. Num País onde a comunicação social só tece loas ao governo, sem nenhuma capacidade de estudo e análise dos problemas, limitando-se a ser papagaio de tudo o que o governo faz, ele foi alcandroado por essa dita comunicação ao lugar onde agora está. Nem sequer o responzabilizam pelos custos de mais de 15 milhões de euros qque a autarquia vai ser obrigada a pagar, do tunel do Marques, para o Zé poder ter lugar na Cooperativa. O mesmo individuo que agora se propunha a fazer uma ciclovia de perto de cinco milhões de euros, que a camara que está sem dinheiro tambem iria investir. E outras asneiras, que a dita comunicação social, como não ajuda a vender
jornais ou tele-jornais se calou. E também se calou porque ele já faz parte da Cooperativa.
E a esses, ela, comunicação, nada diz. Tem receio.
Vamos supor que o caso das casas dadas pelas várias camaras a ditos revolucionários e dependentes do regime, tivesse acontecido quando este cavalheiro ainda não tinha obtido o lugar na Cooperativa...
ele nunca mais se calava. Agora, cala-se, engole em seco, e serve o seu senhor...
Mas no fundo, a culpa não é só dele - é daqueles que o ajudaram a ir para o lugar que agora ocupa. Os tais que só sabem dizer amen a tudo que é feito pelo governo e seus apaniguados.
Ele, nem fala do Magalhães, do nosso primeiro ministro, perdão rectifico, director geral de vendas, que este infeliz País tem. Nem da educaçao. Nem de nada. Agora
até defende os contentores...
Em trinta e quatro anos de democracia, a Cooperativa obteve o que queria - e quando determinados cavalheiros são incómodos, há que arranjar um lugar na Cooperativa
para eles se calarem. E de facto se calam!

Anónimo disse...

Se DOIS INCOMPETENTES de seus nomes, Carmona Rodrigues, e Santana Lopes, ao arrepio de qualquer estudio sério que justificasse o alargamento do Tunel das Amoreiras, se lançam numa aventura que ficou cara , e transformou a Av da Liberdade numa das arterias mais poluidas de Lisboa, só posso dar os parabens ao vereador Sá Fernandes, por ter tido a coragem de denunciar, a obra.

Mas foi o tribunal que mandou suspendê-la, é o METROPOLITANO DE LISBOA que impede a abertura da parte do TUNEL INACABADO da Antonio Augusto Aguiar, por não querer pôr em perigo os utentes do Metro, e porque toda a obra é um chorrilho de asneiras.

Mas o que interessa... o que interessa é ter um Presidente de Camara que ESTOIRA 3 MILHÔES de Euros, para tirar umas fotografias no Parque Mayer com um arquitecto americano, de seu nome Santana Lopes.

O que interessa é ter um presidente de Camara , que faz negocios mais que contestaveis com a Braga Parques , com os terrenos da Feira Popular, de seu nome Carmona Rodrigues.

Sá Fernandes é de outra tempera, e por isso desagrada aos corruptos, e aqueles que estão na politica para se governarem, como tambem demonstra o caso BPN....

Anónimo disse...

Mas que outra tempera tem Sá fernandes, o homem que vive a dizer "eu nunca disse isso"?
Processo popular por atentado ao património emocional de quem nele acreditou, isso sim, é a única coisa que gente da sua tempera merece. Poupem-nos...

Anónimo disse...

Quem nele acreditou.... amigo, Sá Fernandes é um vereador de Camara eleito na base de um programa, crenças, são questões de religião, e que eu saiba não se trata aqui de acreditar ou não acreditar, trata-se de no fim do mandato , e de forma isenta, ver se cumpriu ou não o programa com que se apresentou ao eleitorado , e que por ele foi eleito.

É isto a democracia, se um politico não cumpre, não se volta a votar nele, ponto final.

Agora quando politicos, se servem dos lugares para fazerem chorudos negocios, aí já não é uma questão de acreditar ou não, é uma questão de policia e de justiça.

Só que infelizmente em Portugal não funcionam.

E por isso temos Somagues a pagar campanhas ao PSD, ( a troco de quê?), ex ministros do PSD a criarem um banco BPN, e a estoirarem centenas de milhões de Euros, e só um está detido.
Presidentes de Camara com contas na Suiça, etc etc etc.

Realmente Sá Fernandes não faz parte , deste tipo de gentalha....

Anónimo disse...

Ele é decididamente o Zé que faz fretes ao Costa.

Nuno Góis disse...

Não me enganou, mas este Zé enganou muita gente.
Penso que não enganará mais ninguém!

Anónimo disse...

Zé há muitos, enquanto Zezé só há uma ;)

PS: ou seja, venham de lá os bons exemplos, se possível a partir do 25 de Abril (porque chega de cheiro a môfo), em discussões serenas e construtivas, sendo esta talvez a explicação, 'o problema do Zé' (que pode ser visto como a inteligência do António) foi darem-lhe responsabilidades governativas (porque, reconheça-se, dizer mal e deitar abaixo, blá, blá, blá é fácil - mesmo c/ erros ortográficos - e ainda não paga imposto ;)