quinta-feira, outubro 02, 2008

BARÓMETRO DA MOBILIDADE por ManuelJoão Ramos (colaboração da Aca-M -Associação de Cidadãos Auto-Mobilizados)

POSITIVO
Conhecer os nossos direitos

A aprovação da Carta Municipal de Direitos dos Peões, anunciada este Mês. A ideia e o texto originais foram propostos pela ACA-M e da APSI. A CML vai ter de fazer muito, mesmo muito, para proteger os direitos dos utentes mais frágeis das ruas da cidade e inverter as décadas de favorecimento da circulação automóvel com frequente sacrifício das vidas de quem se atreve a andar a pé. Mas pelo menos já podemos começar a exigir, apelando à Carta, que os nossos direitos de peões sejam respeitados.
*
NEGATIVO
Conhecer os nossos limites
Apesar de mil promessas de responsáveis camarários, a Av. Liberdade continua a ser um ponto negro para o atravessamento de peões.
A sequência de semáforos permite velocidades automóveis de mais de 100 km/h, sobretudo na descida para os Restauradores. É possível percorrer a avenida de carro em menos de um minuto, mas atravessá-la a pé chega a demorar cinco minutos. E o tempo de travessia das faixas centrais é apenas adequado a atletas.

*Colaboração da ACA-M para o JORNAL DE LISBOA

2 comentários:

Anónimo disse...

Não me parecia mal que funcionários da CML percorressem sistematicamente as ruas de Lisboa, identificando as situações em que os direitos do peão são espezinhados, e produzindo obviamente relatórios sobre o seu trabalho.

(E depois que essas situações fossem corrigidas, claro).

Pedro T disse...

Até se criar uma rede eficaz de transportes públicos coerente e que crie facilitismo ao utilizador tudo o resto são poitliquices