segunda-feira, junho 16, 2008

1º Seminário do Projecto SOS Azulejo – 20.06.08 - Aveiro

«AVEIRO, Edifício da antiga Capitania

PROGRAMA

09h- Recepção, Documentação;
09.15h- Sessão de Abertura: Presidente da Câmara Municipal de Aveiro, Dr Élio Maia, e Coordenadora do Projecto SOS Azulejo (Museu de Polícia Judiciária), Dra Leonor Sá

SESSÃO DA MANHÃ

1ª PARTE: Moldura temática: O azulejo lagunar de Aveiro
Moderador: Associação para o Estudo e Defesa do Património Natural e Cultural da Região de Aveiro
9.30h – O Azulejo da região de Aveiro: - Dr. José Meco
- Prof.Dr Manuel Ferreira Rodrigues – Universidade de Aveiro
- Dra Isabel Ferreira – Câmara Municipal de Ovar.

10.45h- COFFEE BREAK

2ª PARTE - TEMA: O azulejo: problemas de segurança
Moderadores: Representante a nomear por parte da PSP e Major Nuno Andrade da GNR
11.15h - A Investigação Criminal e os Furtos de Azulejos Históricos e Artísticos:
a) “Traços e troços: da lei e da investigação” - Dr. João Alves de Oliveira, Coordenador de Investigação Criminal da Directoria de Lisboa da Polícia Judiciária;
b) “Realidade Criminal / Diagnósticos e terapias” – Inspectora Teresa Esteves, Brigada de Obras de Arte da Directoria de Lisboa da Polícia Judiciária

12h - O “Projecto SOS Azulejo”: Prevenção Criminal versus Conservação Preventiva de Azulejos Históricos e Artísticos em Portugal – Dra Leonor Sá, Museu e Arquivos Históricos de Polícia Judiciária, Instituto Superior de Polícia Judiciária e Ciências Criminais

12.30h DEBATE
-----------------------------------------------------------------------
SESSÃO DA TARDE –

1ª PARTE - TEMA: Conservação do Património azulejar
Moderador: Representante do Departamento de Materiais da Universidade de Aveiro

15h – Principais patologias dos Azulejos de fachada – Prof. Dr João Coroado, Instituto Politécnico de Tomar e Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro, Coimbra

2ª PARTE:
TEMA: Boas Práticas Camarárias de Salvaguarda do Património Azulejar Português
Moderadores: - Dr Fernando Cruz, Associação Nacional dos Municípios Portugueses
- Arquitecto Jorge Brito e Abreu, IGESPAR.

15.30h- A Experiência da Câmara Municipal de Aveiro e seu Banco de Azulejos - Dra Patrícia Sarrico

16.00h- A Experiência da Câmara Municipal Porto e seu Banco de Azulejos -Dra MªAugusta Marques

16.30h - A Experiência da Câmara Municipal de Lisboa / Museu da Cidade (a confirmar).
17.00h – DEBATE; 18.00h - Encerramento

INSCRIÇÃO GRATUITA, OBRIGATÓRIA E LIMITADA.
CONTACTOS: Museu da Cidade de Aveiro Telef: 234406485; fax: 234406307; e-mail: museucidade@cm-aveiro.pt
»


A 'experiência' da CML resume-se ao C.V. de sucessivos roubos e actos de vandalismo que todos os anos ocorrem por tudo quanto é azulejo (antigo ou moderno, interior ou exterior, público ou privado) de Lisboa.

Veja-se o caso do Palácio Pombal (propriedade da CML), Quinta de Nossa Senhora da Paz (tb), Pavilhão dos Desportos (ainda), etc. ou o caso dos painéis públicos do prolongamento da Av.E.U.A., da Avenida Infante Santo ou Miradouro do Monte Agudo.

Mas há outros, de exteriores e interiores de prédios privados, devolutos, regra geral, como os exemplos dos azulejos dos prédios da Av. Duque de Loulé, do Saldanha, da Av. Casal Ribeiro, etc., etc. Alerta-se quem de direito e tudo fica na ... mesma.

2 comentários:

Anónimo disse...

encomende ou pinte azulejos.
www.azulejosrealfabrica.com

Sertório disse...

Sobre o descaminho de estatuária, azulejos e elementos arquitectónicos de edifícios históricos nacionais, recomenda-se a consulta ao site americano da actividade comercial do, até á pouco tempo, presidente da Associação Portuguesa de Antiquários, onde se pode observar um inacreditável catálogo de peças desses géneros, actualmente á venda nos E.U.A. (e só do estabelecimento de Palm Beach pois as peças mais valiosas estão expostras em Manhattan).

http://www.solarantiquetiles.com/

Não obstante não duvidar da licitude desta actividade, que não ponho em causa, é pertinente interrogarmo-nos sobre quantas destas exportações definitivas de património histórico-artístico com mais de cem anos, é que foram solicitadas, e autorizadas pelos serviços competentes do Ministério da Cultura ?

Antiquário que até presta serviços de consutadoria á PJ no programa "SOS Azulejo" (?).

http://mais.uol.com.br/view/7945qmbpogar/tradicionais-azulejos-de-lisboa-sao-cada-vez-mais-roubados-0402306ECC916326?types=A&

Peças que há cerca de duas décadas são sistematicamente furtadas em Portugal por catálogo e por encomenda, por elementos de uma organização criminosa internacional, constituida por bandos de gatunos operacionais, de etnia cigana, e seus associados italianos e dos Países Baixos, que os organizam e distribuiem a mercadoria ilícita pelo mercado mundial. Indivíduos sobejamente conhecidos das autoridades judiciais nacionais, e internacionais, e que estranhamente não são eficazmente combatidos. Sendo classificados de um "grupo de ladrões ainda não identificado" !

http://sic.aeiou.pt/online/video/informacao/Reportagem+Especial/2009/1/sospatrimonio.htm

Faz-se entretanto pesquisa na net, designadamente na Ebay, para alegadamente cumprir e explicar o desempenho de funções, onde se detectam azulejos avulso, produto da pequena delinquência, e "esquece-se" o impune "comércio a grosso" das obras de arte valiosas.

http://video.msn.com/video.aspx?mkt=pt-br&vid=6f951fda-f648-4302-a426-462c531a269d

http://mais.uol.com.br/view/1575mnadmj5c/roubo-de-azulejos-em-portugal-ameaca-patrimonio-historico-040262DCC16366?types=A&

Bustos roubados estão certamente a ter muita procura entre os clientes estrangeiros desta organização criminosa, e designadamente no Alentejo e nas cercanias de Lisboa têm sido furtados vários com características semelhantes e sempre antigos.

http://alandroalandia.blogspot.com/2008/04/estatuetas-da-fonte-esto-de-regresso.html

http://riodasmacas.blogspot.com/2009/05/roubo-de-estatuaria-em-colares.html

http://altodapraca.blogspot.com/2009/05/monumento-nacional-assaltado.html

http://odistritodeportalegre.com/noticia.php?codigo=241

Cumprimentos