terça-feira, março 25, 2008

Avenida Ventura Terra, Nº 18


Por detrás desta pequena vivenda de Telheiras há um mar profundo de coisas a investigar, mas que parece ninguém estar interessado em meter o escafandro na cabeça e ir até aos fundos dos fundos. Por 3 vezes foi chumbado o projecto de ampliação, com despachos dos próprios serviços, aliás, a exigirem que o mal fosse cortado cerce. Nada foi feito. De novo volta o mesmo, agora para a sessão de CML de amanhã, como se nada tivesse havido antes, na esperança, talvez, que passe despercebido. Há que colocar os pontos nos is.

5 comentários:

links.pt disse...

links.pt :: linkspontopt.blogspot.com
Links de empresas portuguesas indexadas por actividade e palavras chave.
As vossas sugestões podem ajudar a melhorar o conteúdo.

Obrigado

Anónimo disse...

um bom exemplo do que não deve ser um serviço de gestão urbanistico. Um bom exemplo do nepotismo e laxismo e corrupção das camaras. Um bom exemplo de uma cidadã que luta sozinha contra o monstro da cm de Lisboa e acaba esgotada.
Um bom exemplo do desencanto de uma familia pela CM não ser pessoa de bem e não agir de acordo com a lei e não por os pontos nos is ao pantano que assola a vida publica.

MAria Teresa Goulão

Anónimo disse...

E esta vivenda é só um caso. ESta rua, a que resistiu ao tsunami urbanizador da EPUL, esta praticamente ao Deus dará. A CM prometeu que ia analisar esta rua de forma integrada, em 2 de Fevereiro na reunião aberta da CM no LUmiat. Nada fez. e eu arrisco a dizer que nada fará e que esta rua - protegida pelo PDM - vai ser mais do mesmo.
ESperava melhor deste executivo. Afinal enganei me.

Emilia Gonçalves (antiga residente na Av ventura terra)

Anónimo disse...

Sempre que saio de casa e vejo a minha rua, gostava que ela estivesse mais cuidada .

Maria Luisa Goulão

Anónimo disse...

Também ouvi o Vereãdor Salgado responder á munícipe que iria ver com a atenção as quesixas sobre esta rua. A unica coisa que aconterceu ate hoje é que comprei um pittbull para me garantir a segurança na minnha casa, perto desta, graças ao facto da CM ter deixado que o nº 16 esteja abandonado desde junho, sem portas nem janelas e por isso aí dormem bandidos que nos querem assaltar as casas do lado. Veio cá a policia municpal há um mês e o resultado esta á vista de todos, NADA, NADA, NADA, o costume.

morador e vizinho do nº 18. residente na rua há 20 anos.