segunda-feira, março 31, 2008

A 'coisa' da estação do Areeiro




A coisa que a CP deixou como prenda a quem mora, trabalha e passa (que não se pode dizer que alguém a visite) pelos patamares do cruzamento da Avenida de Roma com a linha de comboio do Areeiro, é ... chocante.

Não tanto o lado nascente, em que a 'coisa' passa despercebida, apesar da 'arte pública' que lá colocaram, tipo Gehry, versão pimba.

Já no lado poente, a 'coisa' choca, porque tem passeios com pedra de calçada pontiaguda; 'árvores palito' plantadas a despropósito; rampas feitas de pedra de sanitário a imitar mármore, lado a lado com calçada; um pseudo-recinto desportivo a pensar em Brooklyn, totalmente descontextualizado; canteirinhos do Portugal dos Pequeninos; etc., etc. Tudo aquilo mete dó e quem o autorizou devia ser responsabilidado.

4 comentários:

joão amaro correia disse...

falem com o arquitecto joão paciência. nome "reputado" no mercado.

Carlos Medina Ribeiro disse...

E ao menos o recinto desportivo funciona?

Pelo que se vê... nem isso!

Anónimo disse...

Acho que se esqueceram dos balneários...!!!!..??? e no novo predio paralelo á linha do comboio estava previsto a Junta de freguesia e a sede do Grupo dramatico Ramiro José, se visitarem um site desactualizado da colectividade está lá tudo escrito vão pelo google..., dá deus nozes a quem não tem dentes.

Anónimo disse...

O mesmo arquitecto que desenhou o meu edificio nas Olaias. Quando pretendo colocar alguma coisa na arrecadação não posso fechar a porta, se fecho a porta em fim, coisas que só este artista sabe fazer. Mais burra fui eu em comprar a casa.