quarta-feira, maio 14, 2008

Esta manhã: passeio no Campo Pequeno, lado Sul, completamente bloqueado.
Apesar da sua largura, tive de entrar na faixa de rodagem para prosseguir caminho
A CRÓNICA «Dificuldades para deficientes», que Clara Ferreira Alves publicou no «Expresso» de sábado passado, pode ser lida no blogue onde, por vezes, escreve como autora-convidada - [v. aqui].

5 comentários:

Anónimo disse...

Já uma vez aqui comentei o que é a travessia do Campo Pequeno (do lado da saída do centro comercial da Praça de Touros) para o lado oposto da Av. de República (ou vice-versa): tem de se fazer por 3 (três) troços desalinhados, caso se pretenda passar pelo sítio devido (o que, como é óbvio, leva a que muitos arrisquem e não o façam).

Anónimo disse...

Errata: Av. da República.

Inês Mega disse...

É de facto vergonhoso, mas a questão que se impõe perante estas constatações é: que podemos fazer nós, cidadãos de Lisboa?
Pois está visto que esperar por medidas camarárias não é opção.

Carlos Medina Ribeiro disse...

«...que podemos fazer nós, cidadãos de Lisboa?»

Tenho constatado que fotografar e divulgar (em blogues e/ou jornais) dá algum resultado.

De duas, uma:
Ou os responsáveis fazem aquilo para que são pagos (o que já não é mau), ou elucidamos as pessoas em relação ao que hão-de fazer quando, dentro de meses, lhes vierem pedir o voto...

João Oliveira Leonardo disse...

Em Lisboa é assim, em quanto não houver uma forte fiscalização e respectiva punição este espectáculo vai continuar!